FANDOM


Episódio 2x03

Ladir interpretado por Ítalo Rossi

Apesar de ser marido da síndica, possui um comportamento considerado afeminado, levantando a suspeita entre os moradores do prédio de sua real sexualidade. E o fato de Seu Ladir chamar Mario Jorge e outros homens de homem bonito, pintuso, bofe, de se travestir como mulher, dançando em uma boate com o nome de Dirla Thomas, fazer aula de balé e ter um discípulo com comportamentos também considerado afeminado (o Diceruzinho De Beef) contribuem para essa suspeita. Mas, segundo a esposa, Ladir possui "muita testosterona".

Seu Ladir possui como bordão a frase "é mara" (maravilhoso) e vive no matagal com Cópelia e a ex-policia lésbica dona Deise Coturno.

Já foi preso com Mario Jorge, Cópelia e uma travesti em um motel de beira de estrada. E realizou uma competição de gato no Jambalaya, na qual o ganhador levaria o premio de 50.000 reais, o ganhador foi Adônis, que segundo Ladir possui o corpo mais lindo. Também possuiu uma clínica clandestina na cobertura, onde vive com esposa.